47.jpg
Colorado do Brás

Colorado do Brás

A G R E S Colorado do Brás foi fundada em 01 de outubro de 1975, de uma reunião entre amigos, que tinham por objetivo divulgar a cultura popular brasileira, e desenvolver projetos sociais para atender a comunidade mais carente da região. A agremiação herdou o nome de um time de futebol, o qual seus fundadores participavam. Com o passar dos anos tornou-se uma grande escola, chegando a participar do Grupo Especial por alguns anos.

História

Quinta, 18 Fevereiro 2016 00:05

Entrevista com Chitão Martins

Escrito por

Aos 33 anos, o intérprete Chitão Martins vem se destacando no cenário musical, mas sua relação com o carnaval começou aos 12 anos de idade, que desfilou em uma Ala da  GRC União Imperial, tradicional agremiação cidade de Santos, em São Paulo. Já aos 13 anos, iniciou a trajetória como integrante da bateria na Real Mocidade, aonde chegou ao posto de diretor de bateria.

Com o fim dos desfiles na cidade de Santos no ano de 2000, Chitão acabou se afastando, mas foi em 2005 que tudo mudou. Foi neste ano que o músico fundou o bloco carnavalesco; Concentra Mas, Não Sai e sem recurso para contratar um intérprete acabou sendo o responsável pelo microfone.

“Daí em diante não parei mais. Em 2006 o carnaval de Santos voltou e eu comecei a cantar na Sangue Jovem, onde fiquei por sete carnavais. Atualmente estou na Escola de Samba Vila Mathias, de Santos e na capital estou na G.R.E.S Colorado do Brás”, explicou Chitão.

No último sábado (1º), a escola de samba Colorado do Brás, reuniu a sua comunidade na hora do almoço, para uma grande festa, regada a uma saborosa Feijoada com pagode de primeira qualidade ao comando do grupo Lero Lero, que animou o público presente. Na ocasião também foi apresentado para a comunidade o novo quadro de casais de mestre sala e porta bandeira, assim como foi entregue pelas mãos do Ednei e da Zélia, os responsáveis da AMESPBEESP, o pavilhão do enredo para o casal Vagner e Luana, os quais serão os portadores durante este carnaval em defende-lo.

Já no início da tarde, a feijoada que foi realizada no salão de eventos do Vila Maria Zélia, situado na zona norte de capital paulista, cedeu espaço para uma grande festa, onde foi realizado a final do samba de enredo rumo ao carnaval de 2016.

Quinta, 23 Julho 2015 17:06

História Colorado do Brás

Escrito por

1975 - A FUNDAÇÃO DA COLORADO DO BRÁS
G R E S Colorado do Brás foi fundada em 01 de outubro de 1975, de uma reunião entre amigos, que tinham por objetivo divulgar a cultura popular brasileira, e desenvolver projetos sociais para atender a comunidade mais carente da região. A agremiação herdou o nome de um time de futebol, o qual seus fundadores participavam. Com o passar dos anos tornou-se uma grande escola, chegando a participar do Grupo Especial por alguns anos.

Alguns dos integrantes, como o Sr. José Preto, D. Marta, Percival, Tino, Tuia, e outros; em conjunto com os moradores do bairro sentiram a necessidade de ter uma Escola de Samba, pois nas adjacências já haviam algumas agremiações.

Tem na sua história sambas marcantes que ate hoje estão presentes na memória dos sambistas.


1986 - NO GRUPO ESPECIAL
A Escola teve uma ascensão rápida conquistando Três acessos seguidos, chegando em 1986 no Grupo Especial de São Paulo e permanecendo entre as grandes com belíssimos carnavais, inclusive o samba de 1988 até hoje é considerado um dos melhores de São Paulo.


1991 - A QUADRA
Em 1991 conquistou uma quadra social na rua Carlos de Campos, 840, no bairro do Pari e com esse impulso retornou ao Grupo Especial por mais dois anos (92,93).


PROJETO SOCIAL
Reconhecida como de utilidade pública, a escola lutou para manter e ampliar os projetos sociais que desenvolvia para a comunidade, como o projeto Kinderê que formou profissionais em várias áreas de trabalho.


DÉCADA DE 90 - O REGRESSO
Porem no final da década de 90 a COLORADO nunca mais conseguiu manter seus grandes carnavais e isso foi reflexo de sucessivas administrações descompromissadas com a história e com o objetivo real do carnaval, culminando a perca da quadra de ensaios e o termino dos projetos sociais.


2008 - DE ESPAÇO NOVO
Porem em 2008 ainda no Grupo 1 e desfilando no Anhembi a escola vislumbrou ares de novos tempos com a cessão do espaço na Rua Miguel Paulo Capalbo, no mesmo bairro do Pari que passou a seu novo berço desde a década de 90, naquele espaço a escola pretendia retornar com seus projetos sociais e claro retomar aos grandes desfiles, porem o espaço hoje se tornou uma praça deixando mais uma vez nossa escola sem local de ensaios.


2010 - UM NOVO TEMPO COMEÇA
No ano de 2010 um novo tempo começou a brilhar pra nossa escola, com uma diretoria jovem e despojada a escola pretende retornar aos grandes carnavais e principalmente voltar a ter um espaço para poder tocar SEUS PROJETOS SOCIAIS.


2012 - DOIS ACESSOS E O RETORNO AO ANHEMBI

No carnaval de 2011 a Colorado deu o primeiro passo rumo ao retorno ao Anhembi conquistando o titulo do Grupo III, já em 2012 com um belo desfile obteve o vice campeonato conquistando mais um acesso podendo retornar ao Polo Cultural Grande Ótelo depois de 3 carnavais fora; Agora com mais 2 anos a diretoria esta com fôlego renovado para atingir mais um objetivo voltar ao grupo de acesso depois de 8 anos distante do segundo grupo do nosso carnaval.


2013 - ENFIM, O RETORNO AO GRUPO DE ACESSO
Depois de 10 anos a Colorado voltará a desfilar no Grupo de Acesso de São Paulo, com um titulo conquistado com garra e muito trabalho a familia vermelho e branco volta a figurar entre as principais escolas de sambas.


2014 - COM UM BELO DESFILE A ESCOLA SE MANTEM NO GRUPO DE ACESSO
A Colorado abriu o carnaval do grupo de acesso 2014 com um brilhante desfile cheio de garra e emoção. A comunidade deu um show na avenida cantando, evoluindo e mostrando a alegria de ser brasileiro. Com 266,8 pontos conquistou o 5º lugar e quebrou um tabu de mais de 8 anos onde a escola que abria o grupo de acesso vindo do grupo 1 era rebaixada!

2015 - ENFRENTANDO A CHUVA, A ESCOLA SUPERA SEUS LIMITES

Em um desfile marcado pela superação, a Colorado desfilou com 1,756 componentes sendo a 2ª maior a passar na passarela do samba; Com chuva torrencial desde a armação, a escola desfilou com muita garra e conseguiu mesmo com muita dificuldade repetir o 5º lugar e permanecer forte na briga pelo grupo especial!

Área Restrita

Apoio

© 2016 SPcarnaval.com.br- spcarnaval@spcarnaval.com.br - Todos os Direitos Reservados