52.jpg
Segunda, 27 Julho 2015 11:23

2016 - Nenê apresenta seu musical: Rainha Raia nas Asas do Carnaval

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Nene2016LOGOAutor: Roberto Szaniecki

INTRODUÇÃO
Nesta raia iluminada, o Anhembi como grande palco transforma-se com a magia e a fantasia do Carnaval.
A nossa querida "Nenê" invoca esse encantamento para que, diante dos nossos olhos, os sonhos e paixões de uma menina chamada Maria Cláudia retornem ao passado e se materializem no nosso Espetáculo Musical.
Certamente todos nós nos emocionaremos com essa trajetória que será contada de forma não linear rumo ao estrelato da querida Rainha do Teatro Musical.

1º SETOR - ABERTURA - SONHO E PAIXÃO

Como por encantamento a menina Maria Cláudia é apresentada por sua mãe, dona de uma Academia de Dança, à dança clássica. Apaixona-se pela delicadeza dos movimentos e o som das melodias que os embalam.
Determinada, assistindo os dançarinos mais adiantados atuarem, decide realizar seu Sonho de ser a maior "Prima Bailarina" do mundo.
O balé tinha a aventura, grandes estórias de amor e muita cor, movimento e brilho das luzes dos palcos compunham aquela magia. "O Balé Romeu e Julieta" passa a ser a sua obra preferida.
Assim, envolvida por esse enorme amor a dança, amplia o seu olhar para além das academias e descobre na telinha da TV os grandes Musicais da "Era de Ouro do Cinema Musical".
Neste momento a pequena bailarina se imbui do desejo de aprender a cantar e interpretar ampliando seu sonho de atuar nos musicais.
Para consolidar de vez esta paixão, teve a oportunidade de ver um "Show de Revista" ao vivo.
Agora o caminho está traçado, só basta passo a passo trilhá-lo rumo à concretização do seu apaixonante Sonho Dourado.

2º SETOR - E A MAGIA CONTINÚA

Quando assistiu a um espetáculo circense foi arrebatada por aquele encanto das cores, luzes e movimentos frenéticos dos atores que desfilavam suas habilidades número a número.
Seu grande "Príncipe Encantado" surgiria na figura do esbelto Domador de Elefantes, pelo qual se apaixonaria.
Como toda criança imediatista, planeja fugir com o circo, integrando-se à "Trupe" e, quem sabe, casando-se com este "Príncipe".
Para ela, como "Paixão que dá e Passa", a fuga fica na fantasia, pois seu cotidiano muda rapidamente ao conhecer um novo mentor.
Lennie Dale coreógrafo e bailarino, americano erradicado no Brasil, transforma a menina Maria Cláudia de apenas sete anos em uma dançarina mais versátil, apresentando-a as coreografias do Jazz.
Pequena, porém extremamente talentosa, seu novo mentor a chamava de Lennie Dale de saias.
Ele a levou a vários ensaios do Musical "Dzi Croquetes", show psicodélico e revolucionário no formato burlesco com ares de modernidade.
Com uma técnica apurada e uma enorme vontade de crescer profissionalmente, Maria Cláudia Raia com treze anos fez parte do Ballet Stagium em São Paulo, ganha uma bolsa e parte para os Estados Unidos com o intuito de estudar dança, onde ficaria por um ano.
Em Nova York, capital do mundo e centro de referência em teatros que recebem os Musicais, a jovem se deleita ao assisti-los, enchendo de mais desejos o seu coração tão apaixonado por seu ideal.
Após assistir o musical A Chorus Line, o seu desejo transforma-se em determinação. "É isso que eu quero ser; uma estrela dos Musicais "..., então todos os seus esforços e dedicação traçarão novos rumos à sua carreira.
Maria Cláudia retornando a América do Sul foi para Buenos Aires na Argentina onde dançou como bailarina clássica no Teatro Colón e atuou simultaneamente como dançarina em um Show de Revista chamado Sexytante no Teatro El Nacional durante um ano.
De volta ao Rio de Janeiro, soube das audições para montagem brasileira do musical "A Chorus Line" que assistiu na Broadway.
Entre milhares de candidatos é a escolhida para o papel de Sheila Bryant, um dos mais marcantes personagens desta montagem, assim estreando em seu primeiro musical, que estará em destaque no setor dedicado as adaptações montadas no Brasil.

3º SETOR - A CAMALEOA CLAUDIA NO CINEMA E NA TV

A nossa protagonista transita entre os veículos de mídia constantemente, destacamos as atuações irrepreensíveis nos filmes Kuarup e Boca de Ouro.
Nas películas como na Televisão e no Teatro varia seus personagens entre cômicos e dramáticos mantendo sempre a expectativa na construção de um novo tipo.
Como não existiam, na época, muitas produções teatrais do gênero musical. O estar o mais próxima possível do publico e acalentar seus sonhos de grande estrela a fazia inserir-se mais e mais no meio artístico.
Sua atuação marcante no musical "A Chorus Line" chama a atenção de Jô Soares que assistiu ao espetáculo na época.
Ele se torna o grande padrinho profissional da jovem artista, descortinando uma quantidade de possibilidades de atuação em outros veículos de exposição como a Televisão acalentando os seus mais profundos desejos.
Foi chamada por Jô para atuar no quadro "Vamos Malhar" do programa humorístico, "Viva o Gordo" Fazendo uma sensual personagem que lembrava muito a do musical.
Sua primeira atuação em novelas foi em Roque Santeiro ao lado de Yoná Magalhães e Isis de Oliveira.
Em seus trinta anos de carreira atuou em vinte e uma novelas de TV e fez personagens marcantes transitando entre cômicos e dramáticos, vilãs e heroínas com a mesma desenvoltura.
Continuando com a televisão, fez parte de Séries como, a superprodução Mad Maria, Mini-Séries, Humorísticos, Especiais e incluindo um Programa Musical que levava o seu sobrenome.
Claudia Raia destaca quatro personagens que refletem bem sua versatilidade, são eles; Tancinha da novela "Sassaricando", Engraçadinha mini-série com o mesmo nome, de Nelson Rodrigues, Tonhão do humorístico "TV Pirata" e Donatela da novela "A Favorita".
Todas as formas de se expor em outras mídias só fazem dar mais credibilidade e prestígio a sua carreira, impulsionando mais ainda seu ideal de construir uma sólida imagem de Dama do Teatro Musical, que é a sua grande referência de vida profissional.

4º SETOR - NOVA ERA DOS MUSICAIS

Paralelamente aos seus trabalhos na TV e no Cinema, Claudia Raia continua atuando no teatro e mantém o foco na sua eterna paixão pelos musicais.
É importante ressaltar que, esse caso de amor dela por este gênero teatral e a persistência em investir nesse sonho a levou a tirar quase que do ostracismo os musicais no Brasil.
Ela participou de muitas produções internacionais adaptadas para o Português e algumas de autoria nacional. Ao todo, até o momento, fez parte de quinze.
As adaptações em destaque têm enorme fama no exterior. Começamos com A Chorus Line de 1984, que conta as estórias e agruras daqueles jovens até chegarem aquele momento das audições para a seleção do elenco para um novo musical.
Splish Splash de 1988 é a estória de um amor proibido entre um casal jovem ambientado em meados da década de 50 com jovens rebeldes em conflito com a sociedade convencional.
A polêmica produção A Pequena Loja Dos Horrores 1989, mostra a paixão de uma jovem por um excêntrico dono de uma loja que guarda uma planta carnívora gigante, faminta e ciumenta.
O Beijo Da Mulher Aranha de 2000, conta os conflitos de dois prisioneiros, um político e outro homossexual e um personagem fictício em forma de mulher que povoa a fantasia de ambos.
Sweet Charity 2006 apresenta uma protagonista pobre e azarada que não tem fé na vida até uma virada do destino em que conhece um sujeito bonito e abastado que se apaixona por ela. Apresenta-a ao seu mundo, mas, sem acreditar em tamanha sorte ela rejeita o seu amor por não achar-se merecedora de tanto.
Cabaret de 2011. A protagonista é uma artista em um cabaré de quinta categoria que sonha em ser uma grande artista. Envolve-se com um grande figurão da Alemanha nazista na época da segunda guerra mundial e tenta usá-lo como trampolim. Simultaneamente se apaixona por um jovem da resistência e revolucionário criando um conflito moral e sentimental.
Crazy For You de 2014 se passa em uma metrópole aonde chega uma jovem xucra vinda do interior e é apresentada a um mundo novo dos bastidores do teatro por um playboy da noite que vê nela um grande talento e a incentiva até fazê-la virar uma grande estrela dos palcos.
Ela protagonizou estes musicais entre outros, todos bem produzidos, bem cuidados e encenados, alguns com sua presença apenas como atriz e outros também contando com a sua veia produtora.
A conseqüência disso foi uma injeção de credibilidade no talento brasileiro. Assim aqueceu-se o mercado teatral para a vinda e ou criação de novos textos musicados para o gênero.

5º SETOR - CLAUDIA RAIA "MULHER SHOW"

Com muito suor e dedicação, a realidade superou em muito os seus maiores sonhos. Claudia intercalou os seus esforços entre musicais internacionais e produções autorais.
Criou Shows com o intuito de mostrar seu potencial e iluminando seu sobrenome nos letreiros dos teatros, todos com a aclamação da audiência e da critica.
Esse sucesso dá a possibilidade da criação de um dos musicais mais ousados na historia teatral brasileira.
O musical "De Pernas Pro Ar", seguindo a imaginação da agora autora Claudia Raia, cria uma pacata dona de casa que se vê em desespero quando suas pernas ganham vida própria e se rebelam contra sua dona e infernizam e influenciam as mudanças de rumo que tomarão a vida.
Esse enorme sucesso acaba viajando por todo o país se tornando um dos maiores recordes de público do mundo teatral.
Como produtora participa da montagem do musical "Chaplin" estrelado por Jarbas Homem de Mello.
Por fim "Raia 30 Anos" traz aos palcos uma coletânea dos personagens emblemáticos do teatro, cinema e televisão vividos pala versátil atriz.
Muitos musicais internacionais hoje recebem montagens nacionais e como os próprios detentores dos direitos constatam, nossas adaptações acabam sendo melhores que as originais.
Tudo isso se deve em grande parte à persistência e fé no Grande Sonho dessa Guerreira Claudia.
No maior de todos os palcos, o Sambódromo, nós da Escola de Samba Nenê de Vila Matilde seremos protagonistas, coristas, atores e múltiplos personagens nesse grande Musical do Samba. Homenagearemos Claudia Raia que voou nas asas da imaginação para brilhar e se tornar a "Rainha dos Musicais". E seus trinta anos de dedicação, paixão e amor a arte de dançar, cantar e representar como só uma grande estrela pode personificar.
Obrigado Claudia Raia por você existir no nosso Teatro Musical e nas nossas vidas.

Lido 1325 vezes

Área Restrita

Apoio

© 2016 SPcarnaval.com.br- spcarnaval@spcarnaval.com.br - Todos os Direitos Reservados