15.jpg
Vila Maria

Vila Maria

Década de 50. O Brasil e a cidade de São Paulo buscam o progresso, a industrialização e a modernidade de um povo não mais rural. Com o crescimento, porém, a desigualdade social torna-se cada vez mais evidente principalmente nos bairros afastados da zona central, além Rio Tietê. Na zona norte da cidade, especificamente no bairro de Vila Maria um grupo de amigos – negros, brancos e pobres – resolve fantasiar uma nova realidade e deixá-la mais alegre e colorida. Formam então uma agremiação carnavalesca: a UNIDOS DO MORRO DE VILA MARIA, oficializada em cartório no dia 10 de janeiro de 1954.

Carnaval 2017 História Carnavais Vila Maria

Introdução do Enredo

Cubatão, Cidade encarnada entre a Serra do Mar e o Litoral Sul do Estado de São Paulo; é uma das mais antigas Cidades do Brasil.Surgiu no século XVI no inicio da Colonização Brasileira.Como local obrigatório de passagem, para outras paragens.Com o passar do tempo Cubatão se transformou no maior pólo químico industrial do país, para chegar às cidades litorâneas do Sul da capital à passagem pela cidade é obrigatória.

Pesquisas geológicas comprovaram que há 4.000 anos a.C. lá existiu uma civilização no qual se deu o nome de "o Homem de Sambaqui”.Viveu tragédias e glórias, passou de uma das mais poluídas cidades do mundo, durante a ECO´92,recebeu da ONU o Selo Verde,significando a Cidade Símbolo da Ecologia e exemplo mundial de recuperação Ambiental.

1º Capitulo

Existem referencias da Cidade de Cubatão¹ desde o século 16,mas pesquisas na área de geologia comprovam ,que já nos anos 4.000 a.C. existia vidas primitivas na região ,para qual foi dado o nome "Homem de Sambaqui”.

A cidade nasceu encravada entre a Serra do Mar e o Litoral,em 1643 a cesmaria de pilões é doada a Companhia de Jesus,que com o passar dos anos se tornou a maior propriedade particular da Província de São Paulo,a partir daí deu origem a um povoado as margens do Rio Cubatão².Para a interligação da Planície Costeira com o Planalto Atlântico, foi construída uma estrada que se deu o nome de Calçada do Lorena, que é considerada a 1ª estrada do Brasil ³.Sobre a crista escarpada da Serra do Mar em Cubatão há necessidade de construir esse caminho deu-se, pelo crescente consumo da cana de açúcar na Europa e isto facilitou a passagem das Tropas de Mulas entre o Planalto canavieiro e o Porto de Santos.Com o passar do tempo foi construída a 1ª estrada de ferro em solo paulista, ”São Paulo Railway SP”, mais conhecida como a "Inglesa” que ligava as cidades de Jundiaí a Santos nos anos 1867 até 1930, quando foi construída uma outra estrada de ferro da cidade de Mayrink a Santos, que se chamava Estrada de Ferro de Sorocabana.Com a implantação das estradas de ferro principalmente a Inglesa praticamente acabou a transposição da serra e a calçada do Lorena, e com isso a bananicultura, passou a ser mais rentável atividade econômica de Cubatão, antes do inicio da industrialização dos meados do século XX.

2º Capitulo

A industrialização de Cubatão teve inicio por volta de 1895, com uma empresa de Curtição de Couros e Peles, mas a partir da 1ª Guerra Mundial a empresa em questão por ser de origem alemã perde o controle da fábrica e em seu lugar assume uma empresa brasileira e diversifica suas atividades e em 1918 com a chegada de uma fábrica de papel em Cubatão cresce a febre da industrialização no município e no fervilhar do crescimento industrial também cresce a arte e a literatura,que teve em Afonso Schmidt seu maior destaque .

Entre os seus livros premiados destacam-se "A Marcha”,”Tesouro de Cananéia”,e "O Reino do Céu”,Cubatão como todas as cidades tem suas características folclóricas e suas festas populares sejam elas religiosas ou não,entre elas destacam-se a "Festa da Banana”,que acontece todos os anos no mês de Março e o interesse desta festa é recordar a importância da bananicultura na região,outra festa de muita comemoração é a "Festa da Carne Seca”,que promove o encontro da cultura do Norte-Nordeste que migraram para Cubatão nos anos 50,não podemos nos esquecer de outra festa muito animada que é a "Festa do Siri” em Junho onde são consumidos cerca de 01 tonelada de Siri ,ainda existem outras festividades durante o ano na cidade principalmente no carnaval.

3º Capitulo

Com a criação de uma refinaria de petróleo em Cubatão no ano de 1954, foi à deixa para a instalação na cidade de grandes indústrias e com isso se transformou e grandes empresas petroquímicas, siderúrgicas, químicas e de fertilizantes.A transformação urbana da cidade ocorreu logo após a emancipação, desta forma o município passou por meio dos impostos pagos pelas indústrias.

Mas tudo isso teve um preço à degradação ambiental, que tomou conta de Cubatão a partir dos anos 50 com a instalação das industrias de base.Como ainda não se tinha conhecimento dos males causados pelos resíduos industriais ao meio ambiente e a saúde da população e não existiam leis que impusessem respeito ambiental, o que mais sofreu com a degradação foi o Rio Cubatão, pois os poluentes eram despejados em seu leito ou enterrados em suas margens, somente no inicio dos anos 70 falou-se sobre a poluição do ar de Cubatão com efeitos devastadores na saúde pública e na vegetação da Serra do Mar, que começou a morrer.Nos anos 80 a cidade ficou conhecida como o Vale da Morte, com as grandes tragédias da Vila Socó e Vila Parisi,após inúmeros estudos por várias organizações e ONG’s ambientais deu-se a recuperação do meio ambiente na cidade de Cubatão tanto que no ano de 1922 recebeu o titulo da "Cidade Símbolo da Ecologia e Exemplo Mundial da Recuperação Ambiental da ONU”.Como aconteceu a recuperação do meio ambiente a fauna e a flora de Cubatão voltou a mostrar toda a sua pungacia,e uma das espécies mais bonitas da fauna cubatense virou símbolo do município e do meio ambiente.O GUARÁ-VERMELHO.

Sonhei que um dia amanheci na boleia de um caminhão.No dia-a-dia encontrei muitas dificuldades explorado por cargas tributárias, deixando minha família em casa e por diversas vezes fui vitima de assalto.

Viajando por estradas perigosas, esburacadas, em dias ensolarados, chuvosos e noites estreladas.

Conheci pessoas,levei alegria,mas senti tristeza ao lembrar de amigos que perderam sua vidas nessa longa estrada.

Porém ao lembrar da importância do meu trabalho,encontrei forças para continuar...

Levo comigo fé e esperança ,surpreso fiquei ao descobrir um maravilhoso Brasil através da janela de um caminhão.

Cheguei na Região Norte e nunca imaginei que esta seria a mais extensa região brasileira.Conheci 7 estados e lá eu vi

"Ao longo do grande rio e seus afluentes a vida aflorou e aflora, com mistérios escondidos nas matas e nas almas das pessoas. Coisa que, ao longo dos séculos, a cultura popular foi acumulando e reservando para os tempos futuros”.

Cheguei ao Nordeste e vi quantos "Nordestes” há no Nordeste .São 9 estados espalhados por milhões de quilômetros quadrados.

Pelos litorais e pelo sertão das caatingas o povo escreveu uma historia onde lendas e fatos se misturam,criando uma realidade que ainda se encontra a espera de uma descoberta maior e uma compreensão mais consistente”.

Cheguei ao Centro-Oeste.É composta por 3 estados.

"Entre chapadas místicas e fermentação permanente nos pantanais ,o povo foi encontrado as raízes de uma cultura onde a conveniência entre o real e o sonhado é um fato tão concreto como a vida que brota de todos os lado”.

Três estados compõem a Região Sul,onde

"Povos vieram de longe ,mesclando suas vidas com a dos primitivos habitantes,fazendo nascer uma cultura ampla e forte,de raízes costuradas no fundo da terra e na ampla diversidade de sentimentos e almas”.

Chegando próximo ao término de minha viagem ,aqui no Sudeste conheci 4 estados onde :

"Bandeirantes, ouro,velhas fazendas e civilizações ,café com leite tudo se juntou para montar um painel diversificado e rico ,onde reis e imperadores do povo são personagens de cada dia,a sombra das bandeiras do Rosário e do Divino”.

Estou de volta ,ao ponto de partida levei comigo ,meu caminhão o que há de mais moderno em tecnologia,matéria-prima,e informação.Voltei trazendo toda uma cultura e diversas formas de manifestações folclóricas do povo brasileira Festas,danças,lendas,canções ,muitos costumes,vestuários,linguagem,culinária de cada Região do País.

Percebi o quanto meu trabalho é importante para o crescimento e desenvolvimento do meu País.

Sinto orgulho em ser um transportador de cargas,pois acredito que desta forma contribuo para união de todo o povo brasileiro,visualização dias melhores para transportador de cargas e toda Nação Festeira ,Coração Batuqueiro,Coração Brasileiro.

"Transportei com Esperança e Fé, tenho orgulho de ser Brasileiro”.

Sábado, 01 Janeiro 2005 11:55

2005 - Sonho e Realidade no Mundo do Circo

Escrito por

Área Restrita

Apoio

© 2016 SPcarnaval.com.br- spcarnaval@spcarnaval.com.br - Todos os Direitos Reservados