51.jpg
Sexta, 23 Janeiro 2015 16:35

História Vila Maria

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Década de 50. O Brasil e a cidade de São Paulo buscam o progresso, a industrialização e a modernidade de um povo não mais rural. Com o crescimento, porém, a desigualdade social torna-se cada vez mais evidente principalmente nos bairros afastados da zona central, além Rio Tietê. Na zona norte da cidade, especificamente no bairro de Vila Maria um grupo de amigos – negros, brancos e pobres – resolve fantasiar uma nova realidade e deixá-la mais alegre e colorida. Formam então uma agremiação carnavalesca: a UNIDOS DO MORRO DE VILA MARIA, oficializada em cartório no dia 10 de janeiro de 1954.

A nova escola de samba começa desfilando pelas ruas do próprio bairro. Aos poucos estende seu percurso até o Brás, fazendo apresentações ao povo postado na Avenida Celso Garcia, Largo da Concórdia e Pari. No ano de 1956 participa pela primeira vez de um desfile oficial, concorrendo ao lado de entidades famosas da época. Em 1957 conquista o titulo de campeã.

Composta basicamente pela população mais pobre do bairro, a Unidos do Morro de Vila Maria não tem verbas para realizar os desfiles e os poucos recursos que consegue para fantasias e alegorias são obtidos por pequenas doações dos componentes e contribuições dos comerciantes da região. Nada atrapalha a garra e o amor dos amantes do samba e do carnaval!06

Em 1971 a escola muda oficialmente seu nome para GRÊMIO RECREATIVO CULTURAL SOCIAL ESCOLA DE SAMBA UNIDOS DE VILA MARIA e continua sua caminhada de glórias, dificuldades e superações para ostentar seu pavilhão e a tradição de um povo sofrido, mas apaixonado.

A Ascensão: A década de 90 é marcada por grandes mudanças para a Unidos de Vila Maria. Em 1998, desfilando o enredo “Uma viagem à Atlântida”, a escola consegue o título de campeã do Grupo 2 e se transfere para o Grupo de Acesso. Em uma rápida ascensão em 2001, com o enredo “Vila Mari08a: a seguir as cenas dos próximos capítulos”, que conta a história e a influência das novelas no cotidiano brasileiro, a Escola de Samba torna-se campeã do Grupo de Acesso passando a integrar a elite do carnaval paulistano e a figurar entre as escolas de maior notoriedade no país.

Em 2004, a Unidos de Vila Maria inaugura sua atual sede. Além de receber milhares de pessoas para seus ensaios e eventos, a escola preserva a tradição do samba e da cultura popular brasileira. Transforma seu espaço em ponto de referência para ações sociais em prol de sua apaixonada comunidade, que por 60 anos manteve viva em meio a tantas dificuldades uma das mais tradicionais escolas de samba de São Paulo.

Público: Durante todo o ano a agremiação realiza ensaios e eventos totalizando em média um público de 500 mil pessoas. Em noites de ensaio e eventos recebe até 8 mil participantes. Por desfile são cerca de 4 mil componentes que defendem o título para a agremiação, desfile este transmitido para 30 mil pessoas no Anhembi e outras milhões via TV, além da repercussão em outras mídias, como internet, rádio, jornais e revistas. E é da “Vila Mais Famosa”, apelido dado pela comunidade, o recorde de componentes em um único desfile: em 2008, ano em que a escola escolheu o centenário da Imigração Japonesa, levou para o Sambódromo 6 mil pessoas.

Estrutura: Localizada próxima às rodovias federais Presidente Dutra e Fernão Dias, e com fácil acesso à Marginal Tietê e estações de metrô, a Unidos de Vila Maria possui instalações elogiadas por frequentadores, críticos do carnaval e é destino certo de muitos turistas que buscam conhecer o carnaval paulistano. Por sua grandeza e organização, é também escolhido para eventos nacionais e internacionais. Em 2011, por exemplo, a escola promoveu a última festa para as candidatas ao Miss Universo, além de receber eventos de lançamentos de revistas como Playboy. Sua sede é composta por dois pavimentos e vários anexos, incluindo camarotes, bares, salas para atividades diversas, campo de futebol, espaço para produção de carros alegóricos e fantasias e uma loja de artigos oficiais da escola – camisetas, chinelos, bonés etc. Estrutura digna de qualquer grande casa de eventos, com capacidade para 8 mil pessoas.

Vila Maria na Mídia: O carnaval é o evento folclórico de maior magnitude no Brasil, com grande força econômica, participação popular e influência midiática. Nos últimos carnavais a Unidos de Vila Maria esteve presente nos mais importantes veículos de comunicação, seja por sua participação no carnaval, seja no quesito responsabilidade social. Por sua estrutura e sua notoriedade no meio, a Unidos de Vila Maria é frequentemente escolhida para receber gravações de programas de televisão nacionais e internacionais e até mesmo videoclipes e filmes.

Em 2011a escola promoveu a gravação do programa Germany’s Next Topmodel. Também serviu como locação para os clipes da banda espanhola Macaco e do cantor e compositor brasileiro R. Pitta. Com o crescimento de mídias especializadas no seguimento carnavalesco, a publicidade em torno da agremiação ganha maior incidência durante todo ano.

Um dos grandes e notórios projetos que a Vila Maria se faz presente é a 31º Bienal de São Paulo. Artistas renomados como Danica Dakic e Egbert Trogemann acompanharam o carnaval da escola apresentado em 2014, no qual falava-se sobre brinquedos e brincadeiras infantis, homenageando também o Palhaço Picolino. Apartir do tema da Vila Maria produziram um documentário para a Bienal intitulada “Como falar de coisas que não existem”

Lido 767 vezes
Mais nesta categoria: Final Eliminatória na Vila Maria »

Área Restrita

Apoio

© 2016 SPcarnaval.com.br- spcarnaval@spcarnaval.com.br - Todos os Direitos Reservados